Acompanhe também

Eventos

O QUE SÃO AS SCHÜTZENVEREIN?

Estamos chegando a Jaraguá do Sul para o segundo fim de semana da Schützenfest. Mais uma vez, traremos notícias da Festa dos Atiradores em tempo real. Neste fim de semana, entre as várias atrações, campeonatos e coroações, acontecerá mais uma vez o tão aguardado Desfile das Sociedades, organizações-chave para a realização desse evento tão importante para o cenário do tiro.

Que saber mais sobre as “Schützenvereine”?

Estamos chegando a Jaraguá do Sul para o segundo fim de semana da Schützenfest. Mais uma vez, traremos notícias da Festa dos Atiradores em tempo real. Neste fim de semana, entre as várias atrações, campeonatos e coroações, acontecerá mais uma vez o tão aguardado Desfile das Sociedades, organizações-chave para a realização desse evento tão importante para o cenário do tiro.

Que saber mais sobre as “Schützenvereine”?

O Portal do Tiro explica com a colaboração de um dos diretores dos mais tradicionais clubes de Jaraguá do Sul, o Clube Atlético Baependi, Mário Marangoni, e também vice-presidente da Associação dos Clubes e Sociedades de Tiro do Vale do Itapocu – ACSTVI.

As Sociedades de Atiradores Schützenverein – surgiram com a finalidade de defesa na Bélgica, Holanda, norte da França e, posteriormente, no século XIV, na Alemanha, país que daria origem às nossas sociedades brasileiras com a imigração germânica no sul do Brasil. Após as guerras, com o objetivo de manter as tradições, tornaram-se Sociedades Recreativas, onde atiradores se uniam em clima de amizade e companheirismo, unidos pela prática do tiro ao alvo. Para estimular a competição saudável entre grupos, surgiram os títulos de Rei do Tiro. Mais tarde, as mulheres também conquistaram seu espaço com a coroação da Rainha do Tiro. Tudo isso acompanhado do vestuário, gastronomia e música tradicionais.

Marcha das Majestades – 30º Schützenfest

Ao chegarem por aqui, as Schützenvereine tiveram destaque na região de Jaraguá do Sul. No dia 6 de março de 1906, surge a primeira Sociedade totalmente brasileira, a Sociedade de Atiradores Jaraguá – atual Clube Atlético Baependi. Em 15 de agosto de 1915, foi a vez da sociedade denominada Tiro Nacional Rio da Luz, atual Associação Recreativa e Cultural Rio da Luz – Salão Barg. Nos anos seguintes, outras entidades começaram a se organizar em todo o Estado de Santa Catarina e em municípios do Rio Grande do Sul.

Membros da Sociedade Atiradores Jaraguá (Schutzenverein), fundada em março de 1906.

Com o aumento do interesse pelas competições, não era de se surpreender que logo chegasse ao Brasil a Schützenfest. Até hoje, as Schützenvereine participam ativamente de todo o processo do evento, desde a sua concepção, e participam do desfile no último fim de semana do evento. Hoje, o quadro associativo é composto por 16 sociedades filiadas à Associação dos Clubes e Sociedades de Tiro do Vale do Itapocu – ACSTVI.

Entre as atividades praticadas pelas sociedades, estão o tiro ao alvo como esporte, com destaque para as modalidades Carabina Ar-Chumbinho, na distância de 10 metros, e Carabina Ar-Seta, na distância 7 metros, e ainda, a modalidade Carabina .22, a única modalidade com critérios diferenciados para a prática, aquisição de equipamentos e munições, é fiscalizada pelo Sistema Fiscalização de Produtos Controlados – SFPC do Exercito Brasileiro.

Mário Marangoni / vice-presidente da ACSTVI / 1º vice-presidente do Clube Atlético Baependi

Por Portal do Tiro

 

Continuar lendo
1 Comentário

1 Comment

  1. Andre Petermann

    2 de outubro de 2023 at 20:54

    Na verdade, o primeiro Shutzenverein é o Clube de Caça e Tiro Araújo Brusque.

    Fundado em 14 de julho de 1866, por um grupo de moradores liderados por Carlos Marschner, a Sociedade de Atiradores da Colônia Itajahy expressava a inclinação do colonizador de origem alemã pela prática do tiro ao alvo, como atividade social esportiva. A entidade logo se revelou a vertente dos principais acontecimentos da então Colônia Imperial, bem como o ambiente das confraternizações, ideal para conservação dos hábitos, costumes e tradições germânicas. A força da cultura aliada à representatividade dos líderes pioneiros, deram vida e vigor à Sociedade, permitindo a estabilidade necessária para se transformar no centro de lazer e distração comunitária, seja pela prática do tiro, da dança, do canto, da música, do teatro, do consumo de cervejas e outras atividades recreativas originárias da velha Alemanha. Ainda no ano de fundação, a diretoria providenciou a aquisição de terreno e construção de ranchos para stand e guarda de material de tiro.
    Na segunda-feira de Páscoa do ano seguinte, realizou-se a primeira Schützenfest, com vasta programação e a primeira disputa para o “rei do alvo”. Nascia assim a Festa dos Atiradores, como a mais querida manifestação popular brusquense de todos os tempos. No cumprimento de seus objetivos estatutários e papéis sociais, o Schützenverein tornou-se o centro de lazer e distração dos brusquenses, contribuindo para a formação de gerações sadias e socialmente entrosadas. A partir de abril de 1941, recebeu a denominação de Clube de Caça e Tiro Araújo Brusque, forma de homenagear o Presidente da Província de Santa Catarina que criou a Colônia Itajahy-Brusque e emprestou seu nome ao Município. Por razões ideológicas e preconceituosas, teve suas atividades completamente suspensas entre 1942 e 1948, por conta da prepotência do governo brasileiro, face a posição da Alemanha na 2a Guerra.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade